Para começar a escolher a melhor ração para o seu pet, selecione refeições completas e balanceadas destinadas ao período de desenvolvimento do seu cão.

Depois disso, você deve avaliar a qualidade, o preço, a digestibilidade e o sabor (já que é o sabor que torna um alimento aceitável ou não para os cães).

Por exemplo, na internet existem muitos fórums que discutem o assunto, algumas perguntas como: a ração golden é boa? As respostas podem ajudar a encontrar a melhor marca e as melhores indicações para o seu pet.

1. Avalie a qualidade da comida para cães disponível.

Você deve aprender a ler rótulos de feed para comparar a qualidade. Quando você olha a fórmula, notará que não há muita diferença entre as diferentes marcas.

As porcentagens de proteínas, lipídios, carboidratos, cálcio e outros nutrientes são mostradas nos rótulos, mas a chave está nos componentes.

As empresas são obrigadas a divulgar os componentes em ordem de quantidade, de forma que uma ração de alta qualidade comece com carne, frango ou outra proteína animal.

Por exemplo, a soja fornece proteína, mas é menos digerível para cães e menos cara. Lembre-se de que o primeiro ingrediente das refeições enlatadas é sempre a água. Cereais, incluindo trigo, milho e arroz, fornecem carboidratos.

As fibras de cadeia média, como a polpa de beterraba, são da mais alta qualidade. A maioria das dietas para cães tem cerca de 25-30% de proteína, mas atualmente existe uma nova variedade muito boa de comida para cães que contém cerca de 70% de proteína e não contém grãos, com a mesma proporção de nutrientes que um cão encontraria ao comer uma presa.

2. Pesquise os preços dos alimentos para cães.

Pode parecer que comparar preços é simples, mas você deve fazer isso tendo em mente a qualidade. Quando os ingredientes são de qualidade superior, o preço tem que subir.

Publicidade, pesquisa, embalagem, marketing e outros custos, por outro lado, têm impacto sobre os gastos. Os alimentos com preços mais elevados de marcas conhecidas são de qualidade excepcional.

Existem também possibilidades realmente intrigantes para a comida de cachorro que é criada com muito cuidado e responsabilidade e oferecida diretamente, tornando-a mais acessível sem sacrificar a qualidade.

Desconfie de rações de baixo custo; se o conteúdo for pobre, a ração não será bem digerida, exigindo que você dê ao seu cão doses maiores, resultando em um rendimento menor por saca do que uma dieta de melhor qualidade.

Sem falar que eles não são excelentes para a alimentação do seu animal de estimação.

3. Como posso saber se meu cachorro está digerindo corretamente a comida?

Na comparação das dietas, a digestibilidade também é fundamental, o que nos remete à qualidade dos ingredientes.

Quando um alimento é digerível, isso indica que o trato digestivo do cão pode absorver todos os nutrientes, deixando um mínimo de resíduo.

A quantidade de excrementos produzidos pelo animal pode ser observada a olho nu. Muitas fezes indicam digestibilidade limitada, o que implica que o cão só pode desfrutar de uma pequena porção do que come.

Se seu cão come uma boa ração, mas defeca raramente ou com uma consistência pastosa, ele pode ter um problema intestinal e deve ser examinado por um veterinário.

4. Qual é a comida de cachorro mais saborosa?

Finalmente, há a questão do gosto. O cão escolhe o alimento de que gosta mais e os outros de que não gosta. Dê a ele uma opção daquelas que ele classificou como excelentes e, em seguida, deixe-o escolher a que preferir.

Quando o cão é filhote ou idoso, é fundamental fornecer-lhe a melhor dieta disponível para que ele possa crescer e permanecer forte e saudável.

É claramente ideal para dar a ele o melhor durante a fase adulta, mas não entre em pânico se você não conseguir encontrar uma ração altamente premium.

Você pode escolher um que seja um pouco mais barato e, ao mesmo tempo, forneça qualidade suficiente, usando nossas recomendações e a orientação de seu veterinário.